Rodrigo Romano – MVP SharePoint Server

Registros de um Especialista SharePoint :)

Posts Tagged ‘Solutions

SharePoint 2013 : Farm Solution x Apps

with one comment


Olá SharePointers,

Com a introdução da versão 2013 do SharePoint no mercado, vários conceitos novos foram adicionados à nossa lista de termos técnicos. Um deles é a nova forma de desenvolver soluções usando a plataforma SharePoint 2013: os Apps.

Vemos pessoas comentarem sobre o assunto, discutirem, sites falando diversas coisas sobre o assunto (inclusive o quanto o recurso é interessante, principalmente do ponto de vista de administradores do ambiente) mas ainda não tinha visto alguém falar quando efetivamente eu devo usar um ou outro.

Então, para ajudá-los a decidir qual das tecnologias utilizar, vamos analisá-las com mais detalhe:

 

1. Hosting

A primeira preocupação é decidir onde o meu código será executado. Se for Apps, o código nunca rodará no ambiente do SharePoint. Toda a comunicação será feita através de chamadas via WebServices, REST, etc.

Caso seja Farm Solutions, o código será executado no processo do IIS w3wp ou no do SandBox SPUCWorkerProccess.

Mas, na prática, o que isso influencia?

  • Nenhum código é instalado na farm, aumentando sua estabilidade e segurança
  • O deploy de uma Farm Solution depende de um administrador de TI, gerando períodos de “downtime” por ter que reiniciar o IIS, embora que com Sandbox solutions isso não acontecia.

Basicamente, no caso dos Apps, existem 3 tipos de hosting:

Provider-Hosted: Os apps que implementam esse tipo de arquitetura podem ter uma interface com o SharePoint, mas a maior parte de sua lógica está em outra tecnologia, como um servidor na nuvem. Utilizado para integrar sistemas legados com o SharePoint.

Auto-Hosted: Esse tipo é similar ao anterior (Provider-Hosted), mas a diferença é que o SharePoint (e Azure Alegre) faz o trabalho sujo de provisionar o site e o database necessário para o seu funcionamento.

SharePoint-Hosted: Esse tipo de App roda no SharePoint sem dependências externas, toda a sua lógica roda no contexto de um browser cliente. Sua lógica de negócios é implementada utilizando JavaScript, mas pode fazer deploys de Listas e Bibliotecas.

 

2. Escopos

Solutions

Soluções Full Trusted podem ser instaladas em qualquer escopo (Farm, Web App, Site Collection, Site).

Soluções Sandboxed somente em Site Collections.

Apps

Apps possuem 2 tipos de escopo:

  • Site: Mesmo escopo do site SharePoint
  • Tenancy: Nesse caso, é obrigatório a utilização do App Catalog.
      3. Integração
      Solutions
      As únicas opções disponíveis eram:  BCS ou WebServices, fazendo com que fosse uma experiência limitada no que diz respeito a integração com aplicações externas.
      Apps
      Como o desenvolvimento é feito através de técnicas bastante conhecidas de Web, é possível construir aplicações com quase nenhum conhecimento de SharePoint. Além disso, o Visual Studio 2012 contém os templates necessários para ajudar nessa tarefa.
      Como as aplicações baseiam-se em HTML e JavaScript, elas tornaram-se “Device Free”, podendo rodar em quase todos os dispositivos existentes.

       

       

      Conclusão

      Sempre que possível, considere a utilização de Apps ao invés de  utilizar o método “tradicional”. Além de compatibilidade extendida com dispositivos mobile e maior possibilidade de integrações, esse modelo ajuda todo um ecossistema de desenvolvedores de outras plataformas a conseguirem implantar/integrar suas aplicações com o SharePoint.

       

      Referências

      Apps for SharePoint compared with SharePoint solutions

      http://msdn.microsoft.com/en-us/library/jj164060.aspx#Factors

      http://msdn.microsoft.com/en-us/library/jj162979.aspx

      http://msdn.microsoft.com/en-us/library/office/fp179887.aspx

      http://blogs.msdn.com/b/uksharepoint/archive/2013/03/25/sharepoint-2013-development-apps-versus-solutions.aspx

      Written by Rodrigo Romano

      December 2, 2013 at 10:48 am