Rodrigo Romano – MVP SharePoint Server

Registros de um Especialista SharePoint :)

Posts Tagged ‘SharePoint 2010

Como criar uma “Metadata Property” no Search e utilizá-la nas buscas

leave a comment »


 

Olá SharePointers,

 

Hoje vou mostrar como criar uma “Metadata Property” e permitir que ela seja utilizadas nas buscas sem precisar especificar a propriedade completa, exemplo: Aniversario=01/01/2000

 

Abrir a Central Administration e clicar em Manage Service Applications.

image

Escolher o Service Application correspondente ao Search.

image

No lado esquerdo, clique em Metadata Properties (dentro da guia Queries and Results).

image

Clique em New Managed Property.

image

Preencha as informações referentes a propriedade (Property Name, Description e Type). Clique no botão Add Mapping e escolha a propriedade referente a esse item. Clique em OK.

image 

Na guia Crawling, clique em Content Sources.

image

Escolha o Content Source que indexa o site em questão e clique em Start full crawl e aguarde o processo concluir.

image

No lado esquerdo, clique em Metadata Properties (dentro da guia Queries and Results).

image

Clique em Crawled Properties.

image

Escolha a propriedade criada nos passos anteriores e clique em Edit/Map Property.

image

Clique em Add Mapping e adicione ContentsHidden (Text). Marque o checkbox Include values for this property in the search index e clique em OK. (Essa etapa que fará com que a propriedade seja disponível das queries sem precisar especificar o nome dela)

image

 

Após a execução do último passo aguarde alguns segundos ou faça o crawl novamente.

 

Abraços 😀

Advertisements

Written by Rodrigo Romano

June 23, 2014 at 10:56 am

QuickTip: Como adicionar itens no Site Settings do SharePoint

with 3 comments


Olá SharePointers,

Hoje vou postar uma dica para ensinar como inserir uma Categoria e Links dentro do Site Settings, como na imagem abaixo.

image

 

Então, mãos à obra!!

 

1 – Abra o Visual Studio

2 – Escolha um SharePoint Empty Project e dê um nome para ele. Após isso, clique em OK.

image

3 -  Com a Solution criada, clique com o botão direito no Projeto e vá em Add, New Item…

image

image

 

4 – Escolha Empty Element e dê um nome, e depois clique em Add.

image

 

5 – Coloque o texto abaixo e faça o deploy! Smiley de boca aberta

<Elements xmlns="http://schemas.microsoft.com/sharepoint/">
  <CustomActionGroup
    Id="5363598A-9CC6-42ED-8C35-B6DAFFE76427"
    Title="Rodrigo Romano – Meus Links"
    Location="Microsoft.SharePoint.SiteSettings"
    Sequence="110"
    ImageUrl="_layouts/images/lg_icdotx.png"
    >    
  </CustomActionGroup>
 
  <CustomAction
    Id="A2C6049B-F561-4BDA-A37A-E30ED4C95223"
    Title="Meu Blog"
    Location="Microsoft.SharePoint.SiteSettings"
    GroupId="5363598A-9CC6-42ED-8C35-B6DAFFE76427"
    Sequence="120"
    RequireSiteAdministrator="FALSE">
    <UrlAction Url="http://rodrigoromano.net"/>
  </CustomAction>    
</Elements>

image

 

Entendendo as TAGs

A tag <CustomActionGroup> representa a Categoria. Dentro dela, a propriedade Id deve ser gerada utilizando uma ferramenta, como o “Create GUID” que vem junto com o Visual Studio.

A tag <CustomAction> representa os Links internos da categoria. A sua propriedade GroupId deve ser igual ao Id da CustomActionGroup para dizer que esse link ficará dentro daquela categoria. A mesma regra de formação do Id é válida.

 

Para baixar a solução, utilizem esse link: http://sdrv.ms/1aI6utX.

 

Para saber mais sobre os elementos acima, acessem:

Custom Action Group – http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms438085.aspx

Custom Action – http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms460194.aspx

 

Obs: Esse post foi uma dica dada pelo Thiago Silva (http://thiagottss.com.br/). Man, OBRIGADO! Smiley de boca aberta

 

Abraços!

Written by Rodrigo Romano

January 16, 2014 at 2:40 pm

SharePoint 2013–Pacote de Ferramentas para o dia-a-dia

with one comment


Olá SharePointers,

 

Existem algumas ferramentas que são essenciais no nosso dia-a-dia, tanto para desenvolvedores quanto infraestrutura. São elas:

 

ULS Viewer http://archive.msdn.microsoft.com/ULSViewer

O ULS Viewer é uma ferramenta que permite analisar os logs do ULS do SharePoint em tempo real. Você pode abrir tanto um log passado, como ler em REAL-TIME o output que o SharePoint gera.

Isso pode salvar várias horas no troubleshooting ou entendimento do problema.

image

 

SharePoint Manager http://spm.codeplex.com/

O SharePoint Manager é uma ferramenta que permite acessar todos os objetos do SharePoint (e seus sites) e inclusive modificá-los. Não preciso nem lembrar de de tomar cuidado com o que você altera, pois pode danificar o seu site ou ambiente, certo?

03170127_small.jpg

 

Feature Admin http://featureadmin.codeplex.com/

O Feature Admin ajuda na administração das features do ambiente. Você pode inclusive remover as features órfãs e ajudar na manutenção do ambiente.

SharePoint Feature Admin Tool 2010.png

 

 

Fiddlerhttp://fiddler2.com/

O Fiddler ajuda a entender o que acontece com o tráfego HTTP/HTTPS. É uma ferramenta muito completa e pode ajudar a entender problemas com certificado SSL, sites que não abrem e etc.

Me ajuda muito Smiley de boca aberta

 

[Update] O MVP André Lage (http://aaclage.blogspot.com.br/) indicou mais 2 ferramentas para colocar na lista, são elas:

 

SharePoint Client Browser for SharePoint 2010 and 2013https://spcb.codeplex.com/

Essa ferramenta auxilia no desenvolvimento remoto (padrão para Apps no SP 2013) e permite navegar na estrutura do SharePoint de forma similar ao SharePoint Manager.

 

 

CAML Designer 2013 http://biwug-web.sharepoint.com/SitePages/Caml_designer.aspx

CAML Designer é mais uma solução para ajudar na difícil tarefa de gerar e testar as Queries CAML para SharePoint.

 

 

 

 

 

E vocês, quais ferramentas utilizam?

 

Abraços! Smiley de boca aberta

Written by Rodrigo Romano

January 15, 2014 at 10:29 am

CodePlex: Trocar senha do usuário do AD–SharePoint 2010 e SharePoint 2013

with one comment


Olá SharePointers,

Compartilhei uma funcionalidade que permite ao usuário alterar sua própria senha do AD, através do SharePoint.

É uma primeira versão funcional, mas ainda pode ter várias alterações para atender os diversos ambientes existentes.

https://passwordchangesp.codeplex.com/

O processo é bem simples:

1 – Escolha a opção Alterar Senha

alterarSenha001

2 – Digite as informações solicitadas: Senha Anterior e nova Senha e clique no botão Alterar Senha.

alterarSenha002

 

 

Contribuições serão MUITO bem vindas Smiley de boca aberta

 

Abraços!

Written by Rodrigo Romano

January 13, 2014 at 9:25 am

Porque SharePoint?

leave a comment »


Olá SharePointers,

Recentemente fui questionado: “Porque você escolheu o SharePoint? Porque o SharePoint ao invés de outras tecnologias, até mesmo .NET?” e isso me fez pensar. Qual era o motivo que tinha feito eu mudar meu planejamento de carreira e me dedicar inteiramente a essa plataforma de tanto sucesso?

 

Pensando bem, essa é uma pergunta tão difícil de responder quanto “O que é o SharePoint?”. As possibilidades são tão grandes, tem tantas respostas possíveis, a plataforma é tão abrangente que acaba tornando a tarefa de explicar complexa, e, no fim, acabamos por moldar a resposta baseada no conhecimento da pessoa que está nos questionando.

 

Não vou entrar nos detalhes técnicos da plataforma, pois não é o objetivo desse post.

 

Para mim, o SharePoint permite uma maior integração entre o técnico e o negócio da empresa. Você tem contato mais facilmente com altos executivos das empresas (“C-Levels”: C*O) e consegue transformar os processos das empresas, com menos interferências técnicas.

Precisamos ser técnicos? Sim. Entretanto, conseguimos fazer mais com menos. Temos várias tarefas que podem ser realizadas com recursos nativos e conseguir resultados impressionantes.

Aprendemos:

  • Codificar somente quando necessário
  • Quando codificar, aproveitar os recursos que já existem
    O usuário também tem poder!
      Com essa plataforma, os usuários também podem criar suas próprias customizações ao produto. O usuário pode criar seus processos e formulários e automatizar a sua necessidade com pouco esforço.Acredito que o principal motivo seja a capacidade de transformar a vida de alguns usuários, facilitando (e melhorando) suas tarefas diárias de tal forma que eles te agradecem sempre que te encontram novamente.Falando tecnicamente, acho que estava cansado de refazer as mesmas coisas sempre. Mesmo que tenham plugins (em alguns casos eram tantos que a solução tinha mais plugins do que código..rs) ou frameworks para ajudar na solução final, era difícil ou, em algumas vezes, impossível ter os mesmos resultados. Por exemplo:
    1. Quanto tempo você levaria para implementar uma solução que permita o versionamento de arquivos?
    2. Quanto tempo você levaria para permitir que a planilha (que o usuário adora) fosse renderizada diretamente no browser e ele possa interagir com ela?
    3. E para implementar um sistema de busca, que tenha preview dos documentos, que pesquise dentro do conteúdo?

    Até mesmo em questões mais simples como controle de usuários, permissionamentos e toda extensibilidade que o produto permite.

     

    Enfim, encontrei uma plataforma onde posso ser mais produtivo. Concentrar meu poder de codificação com aquilo que realmente seja necessário.

     

    E vocês, por que escolheram o SharePoint?

    Written by Rodrigo Romano

    January 11, 2014 at 12:11 pm

    QuickTip: Visual Studio e Resolução de Conflitos para List Instances

    leave a comment »


    Olá SharePointers,

    Essa é uma QuickTip para ajudar a salvar algumas horas no desenvolvimento de soluções para o SharePoint.

    Para as pessoas, como eu, que trabalham criando customizações para o SharePoint, o Visual Studio é considerado quase nossa ferramenta diária de trabalho.

    Quando começamos uma solução, geralmente planejamos as listas e bibliotecas e criamos os List Definition/Instance para cada uma que utilizaremos na solução(Walkthrough: Create a Custom Field, Content Type, List Definition, and List Instance).

    Entretanto, toda vez que vamos fazer um deploy, o Visual Studio apaga todas as listas e as criam novamente, certo?! ERRADO!

    Existe uma configuração no List Istance do Visual Studio que permite que você controle esse comportamento: Deployment Conflict Resolution.

    imageimage

     

    Por padrão, essa opção está como Automatic. Se você alterá-la para None a lista não será mais apagada e criada novamente durante deploys Smiley de boca aberta!!!

     

    Aproveitando a oportunidade, aproveitem para dar uma lida no guia da Microsoft que fala sobre como extender os recursos de Package e Deploy do Visual Studio: http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ee471434.aspx.

     

    Abraços!

    Written by Rodrigo Romano

    January 6, 2014 at 9:45 am

    Qual é o futuro do SharePoint?

    leave a comment »


    Olá SharePointers!

    Estamos tão acostumados a utilizar o SharePoint como uma ferramenta “milagrosa” utilizada para resolver a maioria dos problemas de nossos clientes/usuários internos que muitas vezes nem paramos para pensar: qual é o futuro da ferramenta? A Microsoft continuará a investir nessa ferramenta? Quantos anos ainda temos pela frente?

    Como parte da evolução de uma plataforma tecnológica, e como em todo produto, existe um ciclo de vida que rege o seu tempo de mercado. O próprio mercado acaba gerando pressão para uma evolução tecnológica ou o produto se torna obsoleto.

    Podemos notar uma grande mudança nos planos da Microsoft (e de outras empresas) migrando produtos e serviços para Nuvem, haja visto o Azure, cada vez mais agregando mais recursos e funcionalidades na nuvem. Não precisamos mais nos preocupar com infraestrutura, com software, com solução, com mais nada. É uma tendência cada vez mais confirmada do mercado migrar tudo para o “Cloud”. (Não é o foco desse post falar da plataforma de “Cloud” da Microsoft, para saber mais sobre o assunto, procurem o blog do meu amigo especialista em Azure, Lucas Romão: http://lucasromao.azurewebsites.net/pt).

    Enfim, pensando nisso, Gartner fez uma análise do futuro da ferramenta.

    Histórico

    O SharePoint é uma plataforma mais do que consolidada no mercado. Atualmente, na sua versão 2013 (quinta versão comercial: 2001, 2003, 2007, 2010 e 2013), é considerado um dos produtos de mais sucesso da Microsoft, gerando cerca de U$ 2 BI/ano de receita.

    Principais Dilemas

    Com o SharePoint 2013, vemos uma tentativa de criar uma plataforma que seja robusta e que permita customizações na nuvem. Tentativas anteriores de criar uma ferramenta que permite customização de forma controlada (Sandboxed Solutions) não foram bem sucedidas e logo foram descartadas pelo ecossistema que envolve os utilizadores/customizadores/clientes de SharePoint.

    Em contrapartida, o surgimento do Office 365 veio para ajudar o produto a alcançar mais clientes. Sem depender de uma infraestrutura (muitas vezes robustas e caras), o produto consegue atingir pequenos clientes e gerar MUITO valor, entretanto, quase sempre esbarramos em problemas de customização da plataforma. (Lembrando que o surgimento do CSOM – Client-Side Object Model no SharePoint 2010 já foi um grande avanço em relação a versão 2007 do produto, embora não tivesse tanta abrangência).

    A versão 2013 nasceu para resolver esses problemas. O produto foi concebido de uma forma diferente, feito para ser customizado na “nuvem”. As famosas “Farm Solutions” que causavam terror nos administradores de TI não seriam mais um problema, pois se tornariam “obsoletas” de acordo com o novo modelo de desenvolvimento proposto pela versão mais atual da ferramenta. Além disso, o CSOM citado anteriormente foi redesenhado para ter uma abrangência maior para de fato não precisarmos do Server Object Model. Além disso, está pronta para interoperabilidade entre plataformas distintas, como PHP.

    Com tantas vantagens, por que não migrar?

    Ainda vemos, nos clientes por onde passamos, resistência à soluções hospedadas na nuvem. Seja por segurança (isso envolve vazamento dos dados Smiley piscando), por pura desconfiança ou por qualquer outro motivo.

    Futuro

    Segundo o estudo do Gartner, o SharePoint, fazendo o que faz hoje, é uma plataforma viável até 2018. Não precisamos entrar em pânico. Entretanto, é bom considerar o movimento (e investimento) em favor de soluções “Cloud Based” ao desenhar novas soluções.

    Precisamos estar antenados ao futuro de forma a oferecer para nossos clientes soluções sempre alinhadas com as boas práticas de mercado.

     

    Para quem quiser mais informações sobre o estudo, recomendo a leitura dos links abaixo (em inglês):

    http://www.gartner.com/newsroom/id/2605118

    http://memeburn.com/2013/09/should-microsoft-kill-sharepoint-gartner/

     

    E aí pessoal, o que acham desse movimento?

     

    Abraços! Alegre

    Written by Rodrigo Romano

    October 28, 2013 at 6:42 pm